Guia de Brinquedos por faixa etária

Quais brinquedos devo utilizar?

Criatividade

Muitas vezes nenhum! A infância é uma fase muito rica em criatividade e espontaneidade. A partir dos 2 anos, por exemplo, qualquer junção de almofadas vira uma cabana, uma história, uma grande aventura.

Interesse

E isso é extremamente saudável para a criança. Principalmente se ela brincar em grupo, em família ou com outras crianças. De qualquer maneira é sempre bom poder contar com algumas referências, então apresentamos aqui um guia básico sobre as capacidades e os interesses por faixa etária.

Desenvolvimento

Vale lembrar que há uma grande margem de flexibilidade no desenvolvimento das crianças e que cada um tem seu modo particular e suas preferências de brincadeiras.

Para os mas

Pequenos

  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 01

    0 a 3 meses

    Nessa fase tudo é novidade! A criança nasce e começa a se adaptar ao mundo extrauterino. Irá descobrir um universo! Nada mais natural para o bebê do que utilizar seus 5 sentidos para descobrir este novo mundo! Olfato, audição, paladar e tato estão praticamente prontos e, mais alguns meses, a visão também será mais nítida.
    • Como os bebês não reconhecem cores próximas, como o vermelho e o laranja, por exemplo, recomenda-se brinquedos com cores bem definidas e distintas.
    • Chocalhos suaves de textura macia e móbiles coloridos e sonoros também são indicados. São móbiles ainda visuais onde a manipulação pela criança ainda é mais difícil.
  • 02

    3 a 8 meses

    A exploração do novo mundo pelos 5 sentidos continua. Agora os móbiles poderão ser manipulados pela criança, por isso, precisam estar em altura acessível aos movimentos das mãozinhas e pezinhos.
    • Brinquedos de látex bem macios, que possam ser levados à boca (início da dentição).
    • Brinquedos que exploram cores e texturas diferentes, misturas de materiais que, ao manusear a criança perceba as diferenças táteis. Tecido com texturas diferentes, tecidos com “crocs”, chocalhos, buzininhas fáceis e mecânicas (aquelas que apertadas produzem ruído suave), madeiras leves, borrachas compactas, plásticos.
    • Bolas de tecido e brinquedos que rolam para estimular a engatinhar.
    •  Brinquedos tipo cai-não-cai sonoros.
  • 03

    8 a 15 meses

    Painéis de descoberta em tecido ou madeira, com diferentes tipos de movimento para manipulação, estimulando a noção de direção e a relação causa-efeito. Para favorecer o início das associações comparativas, sugerimos brinquedos de encaixes simples como pinos de cores variadas e pareadas. Brinquedos com pares de sons também são opções interessantes.
    • Para favorecer o movimento de andar, o equilíbrio corporal e a coordenação motora, recomendamos os brinquedos de puxar e empurrar.
    • Blocos de cartonado, plástico ou madeira, para empilhar e encaixar.
    • Instrumentos de percussão simples como tambores e xilofones. Embora mais difíceis de encontrar para essas fase, indicamos instrumentos com afinação correta, para a criança já ir relacionando e percebendo as diferentes notas musicais.
  • 04

    15 meses a 2 anos

    A coordenação motora já está um pouco mais apurada, a comunicação já está bem mais desenvolvida, então já podemos trabalhar com materiais como:
    • Bate-pinos para coordenação motora, descarga de energia e agressividade.
    •  Instrumentos de sopro simples como cornetinhas e gaitas. Instrumentos de percussão continuam também nesta fase.
    • Carros de sólidos geométricos, cubos de encaixar ou empilhar, para desenvolver noções de formas e espaços.
    • Livros de pano ou plastificados, com figuras simples, grandes e coloridas, que auxiliam no desenvolvimento da comunicação.
  • 05

de

2 a 9 anos

Brinquedos em

promoçao

Citações

Famosas

  • Brincar é Coisa Séria…
    Altino Yoichi Ito
      - Designer
  • Não existe revelação mais nítida de uma sociedade do que a forma como esta trata as suas crianças
    Nelson Mandela
      - 1919-2013
  • Eduquem as crianças, para que não seja necessário punir os adultos
    Pitágoras
      - Designer
Últimos Post

No Blog da Trenzinho